Desde 1902, a revista norte-americana Popular Mechanics publica novas ideias e invenções interessantes, que também podiam ser um tanto estranhas ou futuristas demais para as suas épocas. Confira abaixo algumas delas que o pessoal do Mental Floss selecionou e mostramos aqui para vocês:

1 – Mesa de cozinha elétrica de 1917

Imagine uma mesa de cozinha que pudesse fazer boa parte do trabalho doméstico desse setor? Já no início do século 20, os inventores pensavam numa forma de aliviar o grande volume de trabalho das donas-de casa, criando projetos como esse da imagem acima, que era a mesa elétrica.
A mesa/armário de cozinha podia amassar o pão, cortar alimentos e ainda fazer sorvete por meio de um hardware acoplável ligado a correias e motores. Imagina que inovação! O item também tinha uma máquina de lavar louça automática e um timer para interromper o serviço no momento necessário, de modo que não fosse necessária a atenção constante da dona-de-casa.

2 – O grande "tanque marinho" de 1917

Os projetos para um tanque marinho poderoso foram enviados ao Conselho de Defesa Nacional dos Estados Unidos em 1917, sendo destinado a auxiliar em ofensivas que deveriam desembarcar em praias.
Referido nos projetos como “um pouco" anfíbio, o tanque marinho tinha basicamente duas rodas de água com torres de armas nas calotas, bem como outra torre montada no centro do eixo. Uma parte do eixo também podia levar mais tripulantes para as missões.

3 – Mesa de escritório extensível de 1917

Essa invenção provavelmente foi um das únicas que foi concretizada e, na verdade, não era algo tão mirabolante. Enquanto alguns projetos pareciam levar aos caminhos claros do fracasso antes mesmo de sair do papel, outros realmente podiam acontecer, como o dessa mesa de escritório extensível.
A mesa era uma “poupadora” inteligente de espaço, combinando as peças e estrutura deslizante com a capacidade de se expandir. Provavelmente você já viu algo parecido em uma mesa de jantar de alguma tia, da sua avó ou mesmo na sua própria casa.

4 – Elevador para montanha de 1921

Era 1921, quando o projeto de um elevador para o topo da montanha Jungfrau, dos Alpes Suíços, foi pensado. Esta bela obra de engenharia poderia realmente ter sido construída, se a Primeira Guerra Mundial não tivesse aparecido.
A estrada de ferro de Jungfrau foi construída ao longo de 16 anos, terminando em 1912, a fim de aumentar o fluxo turístico. A ideia de um elevador que levasse as pessoas ao cume da montanha parecia um ótimo negócio, mas a obra nunca chegou a ser realizada.
Embora o elevador nunca tenha acontecido, a estação ferroviária de Jungfrau ainda é a mais alta do mundo e seu limite sob a montanha contém muitas cavernas e túneis projetados para encantar os turistas.

5 – “Personal” submarino de 1921

O veículo aquático proposto na imagem acima foi pensado para ser algo exclusivo para diversão e brincadeiras na praia. Parece uma ideia incrível, mas pensando de forma prática, ele não fazia muito sentido. Não era nem um submarino real nem uma lancha pessoal de qualquer maneira.
A profundidade que o submarino pessoal poderia chegar seria controlada por quatro "asas" montadas nos lados do veículo, que a pessoa podia controlar com pedais. A direção controlava o leme e, para evitar afogamentos, havia uma "bola flutuante montada sobre uma guia tubular na popa do barco”, conforme dizia o projeto. Será que a ideia daria certo?

6 – Bangalô portátil de 1918

Este protótipo de um “auto-bangalô” de 1918 pode ter sido o precursor dos trailers de viagem que vemos por aí e que surgiu décadas mais tarde. Ele tinha uma estrutura de madeira com espaço para uma mesa, pia, tanque de água e armários.

7 – Velocípede movido à força dos braços de 1918

Em 1918, a mais nova forma de transporte em Paris era um velocípede movido à força dos braços. Este veículo foi projetado para ter a mesma ação do barco a remo, mas com rodas. A direção que ele devia seguir era para ser controlada com os pés.

8 – Playground 5-em-1 de 1918

O playground 5-em-1 era sim inteligente para a época, mas nem um pouco seguro. Ao mexer em sua estrutura, era possível ter gangorras, escorregador, rampa e outras formas de brincadeira, mas não oferecia muita segurança de encaixe e muito menos para as crianças.