Será que esta estonteante imagem da Terra foi mesmo clicada pelo Hubble?


Telescópio Hubble, como você sabe, já registrou imagens simplesmente deslumbrantes do cosmos — você pode conferir uma seleção delas através deste link — e conquistou o coração dos terráqueos como fotógrafo espacial. Pois existe uma foto do nosso planeta que começou a circulando por aí cuja autoria foi atribuída ao equipamento, e isso tem causado um pouco de confusão.
A imagem em questão é essa que colocamos no início da matéria — e que você pode conferir sem cortes logo abaixo —, e ela começou a circular nas redes sociais em fevereiro. Entretanto, a verdade é que a foto não foi registrada pelo telescópio espacial. Aliás, ela nem sequer é uma imagem da Terra! Veja a seguir:
Essa é a imagem sem cortes

Quem clicou?

De acordo com Dan Evon, do portal Snopes, uma das possibilidades é que a figura tenha sido criada por um cara chamado Mike Kiev — e tenha começado a circular pela internet em 2013. Além disso, a ilustração também pode ser encontrada em bancos de imagens (como neste aqui), e parece que ela foi desenvolvida como parte de uma belíssima animação.
Com respeito à foto ter sido clicada pelo Hubble, Phil Plait, do portal Slate, explicou que o telescópio espacial se encontra em órbita ao redor da Terra a cerca de 570 quilômetros da superfície, viajando sobre nós a uma velocidade de cerca de 8 quilômetros por segundo. Assim, embora o nosso planeta tenha quase 13 mil quilômetros de diâmetro, de onde o equipamento se encontra, o diâmetro não passa dos 5 mil km. Veja o telescópio a seguir:
Olha o Hubble aí, gente!
Com essas informações em mente, Phil esclareceu que, para começar, as nuvens que aparecem na imagem tendem a se formar abaixo dos 6 mil metros de altitude. Portanto, considerando o tamanho da Terra e a distância na qual o telescópio se encontra, a realidade é que essas formações mal seriam visíveis.
Ademais, na figura inclusive é possível distinguir ondas no oceano e, segundo Phil, elas teriam que contar com vários quilômetros de altura para que pudessem ser observadas a partir do Hubble. Sem falar que debaixo das nuvens o artista incluiu montanhas monstruosas — que teriam que somar alguns milhares de metros de altura e extensão para serem vistas tal e como aparecem na ilustração pelo telescópio.

Aliás, quer ver como o nosso planeta realmente parece do espaço? A animação a seguir foi criada a partir de imagens capturadas pelo satélite Deep Space Climate Observatory — DSCOVR — e, como você pode ver, embora o nosso mundo seja sensacional, sua aparência não é nem de longe tão dramática como a que (supostamente) foi criada por Mike Kiev.

Gostou? Deixe o seu comentário!
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário

Mais acessados